A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa em Terapia Ocupacional se manifesta contra o bloqueio orçamentário de 30% para universidades e institutos federais. Esse contingenciamento afeta metade dos cursos graduação em terapia ocupacional que existem no país, além dos Programas de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional, e outros programas que contam com pesquisadoras e pesquisadores terapeutas ocupacionais no corpo docente e discente.

A RENETO repudia veemente as declarações feitas a imprensa pelo ministro da educação Abraham Weintraub, classificando os embargos impostos por motivações ideológicas. Reiteramos o compromisso constitucional da autonomia e liberdade universitária, do qual não permite que declarações como a proferida pelo ministro para justificar os cortes orçamentários.