Histórico

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa em Terapia Ocupacional (RENETO) possui 15 anos de existência, foi criada como uma rede virtual de discussões no ano 2000, durante o VII Encontro Nacional de Docentes de Terapia Ocupacional (ENDTO), organizado pelas docentes do extinto curso de Terapia Ocupacional da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, na cidade de Salvador, Bahia. Naquela época a RENETO dedicava-se somente as discussões e ações entorno do ensino de graduação, por isso era nomeada somente de Rede Nacional de Ensino em Terapia Ocupacional.

Foi em 2004, durante o IX ENDTO na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, São Paulo, ainda sob o escopo do ensino de graduação em Terapia Ocupacional, que se decidiu que a RENETO deixasse de ser uma rede virtual, para constituir-se enquanto entidade jurídica, tendo o objetivo de congregar docentes de Terapia Ocupacional em todo o Brasil, com Regimento e Estatuto próprio para a organização dos eventos, representações políticas nas pautas da categoria docente e das atividades de ensino.

O registro da RENETO enquanto entidade jurídica foi realizado em 2005, durante o IX Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional (CBTO), na cidade de Recife, Pernambuco, e a primeira presidenta eleita foi a Professora Sandra Maria Galheigo.

Em 2008, durante o XI ENDTO, realizado na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, São Paulo capital, foram ampliados e estruturados os grupos de trabalho, com temáticas específicas, a fim de aprofundar os debates e ações do ensino em Terapia Ocupacional.

No ano 2009, na Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, foi realizado o I Seminário Nacional de Pesquisa em Terapia Ocupacional (SNPTO), tendo como objetivo aprofundar o debate sobre a produção de conhecimento em Terapia Ocupacional e criar estratégias para expansão e consolidação da área junto a CAPES e agências de fomento. Ainda, este vento foi importante pois comemorava-se o primeiro Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional do Brasil, em nível de mestrado, ofertado pela Universidade Federal de São Carlos.

A partir do XII ENDTO, realizado na Universidade Federal do Paraná, na cidade de Curitiba em 2010, o SNPTO foi realizado na sequência, aproveitando a participação das(os) docentes no primeiro evento e tendo como objetivo envolver, de forma mais ampla, o aprofundamento e fortalecimento da pesquisa junto ao ensino. O ENDTO e o SNPTO passaram a ser realizados em dias distintos, mas na sequência, a fim de que as pautas fossem tratadas e encaminhadas a partir de suas especificidades e complexidades.

Neste contexto, foi somente em 2011, durante a realização do XII Congresso Brasileiro de Terapia Ocupacional (CBTO), na cidade de São Paulo, em Assembleia Ordinária da RENETO que aprovou-se, entre as(os) associadas(os) a inclusão do termo “pesquisa”, passando assim a se chamar, desde então, Rede Nacional de Ensino e Pesquisa em Terapia Ocupacional (RENETO).

Desde então a RENETO vem assumindo um papel importante na organização, estruturação, ampliação, desenvolvimento e qualificação do ensino e pesquisa em Terapia Ocupacional no Brasil, somando esforços junto a outras entidades da categoria como a Associação Brasileira dos Terapeutas Ocupacionais (ABRATO), o Consleho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) e suas regionais (CREFITOs) e demais entidades de ensino e pesquisa de outras categorias profissionais e de Programas de Pós-Graduação.

Além de seus dois mais importantes eventos, o ENDTO e o SNPTO, que acontecem a cada dois anos, a RENETO desenvolve uma série de ações relacionadas a representações políticas em defesa das pautas do ensino, como por exemplo a ampliação e qualificação de cursos de graduação em todo o território nacional, que ainda não é uma realidade; a pauta da pesquisa, como por exemplo os esforços para aumento de demanda da área em agências de fomento, abertura e consolidação de novos Programas de Pós-Graduação Strictu Sensu, e o apoio, fomento e desenvolvimento dos periódicos em Terapia Ocupacional.

A RENETO possui uma história intimamente atrelada as experiências pessoais e profissionais de muitas terapeutas ocupacionais brasileiras, que dedicaram suas trajetórias à Terapia Ocupacional, que hoje encontram na ampliação e diversidade das novas gerações a possibilidade de fazer, profissionalmente, uma Terapia Ocupacional forte, reconhecida e efetivamente implicada com as questões da sociedade brasileira.

(FONTE:  Hahn MS; Lopes RE; Malfitano APS; Bianchi PC. 30 anos de Encontros Nacionais de Docentes de Terapia Ocupacional: 1986-2016. Rev. Interinst. Bras. Ter. Ocup. Rio de Janeiro. 2018. v.2(2): 481-503.)

Aproveite para conhecer mais as ações da RENETO associando-se e participando dos ENDTO e SNPTO. Você ficará sabendo das datas, locais e outras informações sempre pelo nosso site e redes sociais como o Facebook.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre toda a trajetória da RENETO acesse os links abaixo com documentos de cada evento ENDTO e SNPTO, e um artigo publicado por docentes terapeutas ocupacionais pioneiras nesta trajetória.

Artigo: Hahn MS; Lopes RE; Malfitano APS; Bianchi PC. 30 anos de Encontros Nacionais de Docentes de Terapia Ocupacional: 1986-2016. Rev. Interinst. Bras. Ter. Ocup. Rio de Janeiro. 2018. v.2(2): 481-503.)